domingo, 3 de abril de 2016

Quando eu disse que não racionalizo muito, quis dizer que prefiro deixar as coisas irem andando com naturalidade e fluidez.
Quero que saiba que te acho um cara legal, e não queria que nossos encontros se baseassem apenas em sexo. Como eu tinha dito, a coisa mais complicada é saber como o outro pensa justamente pq somos presos em nossa perspectiva da vida. Precisamos então mostrar nosso modo de ver o mundo para entendermos que há modos diferentes de se ver a mesma coisa. E é por isso que gosto de conversar com vc e expor o que penso e ouvir oq vc pensa.
Acho engraçado quando fica evidenciando que nos conhecemos a pouco tempo e já estamos com tamanha intimidade. Bom, eu não vejo isso como uma coisa errada, pode ser estranho, mas não errada. Pois as relações quais quer q sejam, são justamente isso, um infinito "conhecer o outro" , e isso que estamos fazendo desde o início.
Sobre eu ter confiado em vc e ter ido contigo a noite pra praça do relógio, não foi nada mais do que a coragem que temos q ter pra  conhecer o outro. Vc tbm criou essa coragem, pois quando abrimos a conhecer alguém automaticamente essa pessoa tbm está nos conhecendo. Isso de alguma forma nos torna mais vulneráveis, pois inicialmente não "conhecíamos" esse pessoa, e em troca do querer conhecer esse pessoa, abdicamos de uma total segurança que seria não fazer nada e por fim não conhecer a pessoa.
Então, novamente, eu não tenho e nem tinha pressa de conhece-lo melhor, compreendo profundamente esse medo de se deixar vulnerável ao outro, pois como conversamos, hehe em nossas últimas relações saímos um pouco machucados e realmente nos permitir a tal aprofundamento leva tempo.
Concordo que isso é somente meu ponto de vista, meu modo de ver o mundo, se sua ótica for outra, pode me falar, e caso vc não tenha entendido algo que eu quis dizer tbm pode perguntar, hehe as vezes não sei se sou clara.
Sorry o textao! Hehe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário